Hospital Santa Cruz - Logotipo

Acessar


Saúde e Bem-estar

Higiene Íntima Feminina

17/12/2012

A prática da natação e os banhos de sol são hábitos bastante comuns no verão, período em que utiliza-se com mais frequência piscinas e visita-se praias. Alguns cuidados devem ser tomados quando o assunto é saúde íntima feminina, principalmente sobre a balneabilidade de piscinas e praias a serem frequentadas, para que os mecanismos naturais de defesa da região genital não sejam suplantadas por produtos químicos ou microorganismos que estejam carregados por essas águas.  Como a água contida nas piscinas pode conter germes que podem veicular doenças, ela necessita ser tratada e tal tratamento pode não ter concentração de cloro suficiente para impedir a proliferação de bactérias, algumas perigosas para a saúde. Por outro lado, níveis altos de cloro são inadequados, sendo agressivos para a pele e mucosas dos olhos e genitais. “Uma ducha antes de entrar numa piscina, além de orientar as crianças para não urinarem na água, são importantes fatores que todos deveriam contribuir, para não contaminar a água”, diz o Dr. Eddy Nishimura, ginecologista do Hospital Santa Cruz de São Paulo.

 O período menstrual pode ser um fator facilitador agindo juntamente com a umidade, para o aparecimento de contaminações e bactérias. O sangue com sua alcalinidade pode se transformar num caldo de cultura para infecções e por sua vez, caso haja um corrimento prévio com inflamação, os tecidos da vagina e da pele estarão mais susceptíveis à penetração de agentes agressores. “A vulva e a vagina possuem seus mecanismos de defesa, como a acidez e uma camada lipídica (gordurosa) que impermeabiliza a mesma e criam uma barreira natural”, reforça Dr. Eddy.

 A presença de sintomas como ardor, prurido, odor, corrimento esverdeado ou amarelado, dor para ter relações, vermelhidão na vulva, são sinais de provável agente infeccioso como agente causal. O uso de sabonetes íntimos são úteis e podem ser utilizados, porque resíduos e secreções acumuladas não seriam removidas somente com sabonete normal. Caso haja algum sintoma persistente, procure um ginecologista imediatamente para que doenças mais sérias não se proliferem.

 

Dr. Eddy Nishimura - CRM 40222

Médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia

 

Ambulatório do Hospital Santa Cruz

Rua Santa Cruz, 398 - Vila Mariana / SP

Central de Agendamento - 11 5080-2002 (2ª a 6ª feira, das 7h às 19h e aos sábados, das 7h às 13h)
 

 

 

Outras notícias

  • Por que ingerir café à noite pode atrapalhar o sono?
    01/02/2018 Por que ingerir café à noite pode atrapalhar o sono?
  • Como manter a saúde no Outono
    03/05/2017 Como manter a saúde no Outono
  • Saiba tudo sobre impotência sexual masculina
    02/05/2017 Saiba tudo sobre impotência sexual masculina
  • Artrite e reumatismo são a mesma coisa?
    09/03/2016 Artrite e reumatismo são a mesma coisa?
  • Cólica renal: aprenda a identificar e saiba quando se preocupar
    16/02/2016 Cólica renal: aprenda a identificar e saiba quando se preocupar